Saúde

Como Treinar Ajuda no Controle da Diabete?

Como Treinar Ajuda no Controle da Diabete?

Como Treinar Ajuda no Controle da Diabete?

O exercício físico ajuda a controlar duas principais vertentes que levam a diabete do tipo II: Saúde cardiovascular e saúde óssea. O treinamento aeróbico regular ajuda a melhorar a saúde cardiovascular, reduzindo o risco de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e hipertensão arterial, o treinamento de resistência ajuda a melhorar a densidade óssea, reduzindo o risco de osteoporose e fraturas. O estudo “Effects of Different Training Intensities on Physical Fitness and Quality of Life in Type 2 Diabetic Women Above 50 Years Old: A Randomized Controlled Trial” de Myung-A Kim e colaboradores, publicado na revista científica Diabetes & Metabolism Journal em 2020, que envolveu 36 mulheres com diabetes tipo 2, divididas aleatoriamente em três grupos: grupo de treinamento de alta intensidade, grupo de treinamento de intensidade moderada e grupo controle, demonstrou que ambos os grupos de treinamento melhoraram significativamente a aptidão física e qualidade de vida em comparação com o grupo controle. Não houve diferenças significativas entre os dois grupos de treinamento quanto à melhoria da aptidão física e qualidade de vida.

No entanto, o grupo de alta intensidade apresentou maiores melhorias na capacidade aeróbica e força muscular em comparação com o grupo de intensidade moderada. Além disso, o grupo de alta intensidade apresentou uma maior redução na glicemia em jejum e na hemoglobina glicada em comparação com o grupo de intensidade moderada.

Os autores concluíram que o treinamento físico é eficaz para melhorar a aptidão física e qualidade de vida em mulheres com diabetes tipo 2 acima de 50 anos. Além disso, o treinamento de alta intensidade pode proporcionar benefícios adicionais, como melhorias na capacidade aeróbica, força muscular e controle da glicemia.

Em resumo, o estudo sugere que o treinamento físico é importante para mulheres com diabetes tipo 2 acima de 50 anos, independentemente da intensidade. No entanto, o treinamento de alta intensidade pode trazer benefícios adicionais, como melhorias na capacidade aeróbica, força muscular e controle da glicemia. É importante que as mulheres com diabetes tipo 2 consultem seus médicos antes de iniciar um programa de treinamento e que escolham a intensidade adequada de acordo com suas necessidades individuais.

Caique Santana

Leia Também:

Caique Santana
Sobre

Caique Santana

Profissional de Educação Física.

2 Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *